Diário da dieta: Fome e estímulo

Voltando com mais um post sobre esse assunto (para ver o primeiro, clique aqui) e dessa vez vamos falar sobre a pior parte que é conseguir diminuir a comida e continuar tendo estímulos para ir a academia todo santo dia (ou em alguns casos, como o meu… de segunda a sexta)!

boa formaImagem: Boa forma

Eu vou contar um pouco como foi a minha história de reduzir a comida e antes queria dizer que não aprovo ninguém a fazer o mesmo, pois, no meu caso eu estava errada, lembrando que cada caso é um caso e depois que eu fui fazer a coisa certa, mas mesmo assim queria contar como foi.

Quando acabei os estudos e não estava malhando na época, percebi que minha fome diminuiu drasticamente e que eu não estava mais com tanta vontade de comer carboidratos, pois achava que estava me deixando com uma sensação de pesada no sentido de ficar passando mal depois, por estar tão cheia (aquela sensação de quando a gente come muito e fica passando mal, sabe?) porque simplesmente não estava fazendo exercícios nem nada, só indo aos cursos duas vezes na semana… Então, cortei o carboidrato (quero dizer que eu fiz isso porque não estava saindo de casa e eu não recomendo para ninguém, porque isso é um besteirol!), então eu fiquei comendo seis vezes no dia, entre frutas, verduras, frango, sushi e por ai vai… Todo mundo sabe que quando a pessoa para de comer carboidrato desincha, então perdi 15kg e não foi totalmente porque cortei o carboidrato e sim pois estava comendo muita coisa desnecessária que o meu corpo não precisava (repetindo refeições seguidas, comendo antes das 3h…) já que eu ficava em casa 24h.

Eu não vou ser hipócrita e dizer que parei de comer besteira nesse período porque não parei, além de fazer errado ao parar de comer carboidrato eu comia nos fim de semana besteiras como: Brigadeiro, torta, pizza…. (Os únicos dias que comia carboidrato)

academia via corpoImagem: Academia via corpo

E com o tempo vocês já devem ter imagino o que aconteceu né!? Fiquei com ânsia de vomito toda vez que comia e me sentia muito mal, além das tonturas diárias.

Então foi ai que decidi mudar, antes queria ficar só magra e agora queria realmente ter um corpo saudável, tentei recuperar a besteira que fiz e comecei aos poucos.

Imagem: BioritmoImagem: Bioritmo

1) Voltei a academia, comecei a fazer aeróbico (pois o meu corpo é complicado e eu não queria ficar musculosa e sim definida) e musculação.

Dica: Se você é assim como eu, de desisti rápido de fazer academia, comece com alguém que você gosta, que te dê estímulos (Já entrando na parte de estímulo). No meu caso o meu namorado já malhava e eu comecei a ir com ele e querendo ou não as pessoas próximas a você sempre vão lhe dar um upgrade. Você pode tentar ir até mesmo com suas amigas, com certeza não vai faltar gente querendo companhia na hora de malhar também!

nos mulheresImagem: Nos mulheres

2) Comecei a balanciar as comidas.

Dica: Não corte as comidas, apenas diminua. Na questão do chocolate, eu só como uma vez na semana, porém se você come todo dia tente substituir pelo chocolate amargo, até comer um pedaçinho por dia. Assim você vai matar a sua vontade e não vai engordar.

guia da musculacaoImagem: Guia da musculação

Resuminho: Comecei a malhar a dois meses e engordei 3kg (E isso realmente não me importa, pois estou ganhando massa muscular) e hoje em dia não tenho mais nenhum sintoma!

É claro que ainda tenho o sonho de pesar 64kg novamente, mas com saúde!

*Faz dois dias que eu não malho, porque troquei minha ficha e infelizmente tive uma inflamação muscular.

No próximo vou tentar dar umas dica de alimentação light para o fim de semana!

Advertisements